outubro 15, 2004

Olha os gregos!


Eu acho bom esse modo de tratar os clássicos. Ruth Rocha já tinha abordado a Odisseia e lança-se agora na Ilíada, com Eduardo Rocha. Além da versão do original, há ainda ilustrações, mapas e notas explicativas. A edição é da Companhia das Letras.

1 comentário:

Ana Maria Santeiro disse...

Fazendo uma busca no Google sobre a odisséia, da ruth rocha, acabei no seu blog. Gostei muito. Estou há horas nele. Sou agente literário há 28 anos. Dos autores portuguese só representei Cardoso Pires, que conheci pessoalmente. Almocei com ele umas lascas de fígado em Lisboa. E ele dizia que o cozido brasileiro era melhor que o português. Para contribuir com o blog, que terei o prazer de difundir entre meus amigos, gostaria de sugerir-lhe conhecer dois livros de duas escritoras brasileiras.
"Mil anos menos cinquenta" de Angela Dutra de Meneses, que conta 9 séculos de história portuguesa – da reconquista até o embarque dos primeiros migrantes portuguese. Livro muito original, foi premiado (é o 1º livro da autora, 1995) e publicado na Espanha pela Ediciones Siruela. O outro é Senhoras do Santissimo Feminino, de Marcia Frazão, que recebeu elogio de Maria Teresa Horta.
Narra a história de Virgínia, avó portuguesa da autora, devota das santas católicas, vivendo numa comunidade portuguesa no Morro de São Carlos, no bairro do Estácio, no Rio de Janeiro. Angela também é neta de portugueses e escreveu o delicioso (e acurado) O Português que nos pariu. É isso aí. Abraço cordial Ana Maria Santeiro.