fevereiro 05, 2005

Mesmo que fosse obsessão



Mesmo que fosse obsessão, isto das obras de Verissimo (na Companhia das Letras). Para os nossos amigos que podem emigrar para Tabatinga e ler a última parte de O Arquipélgo, da trilogia O Tempo e o Vento. Acaba de sair Do Diário de Sílvia, o retrato que Verissimo faz de uma professora de 25 anos e da sua forma de romper o casamento com um estancieiro (fazendeiro, para os amigos portugueses) do pampa.

1 comentário:

Camille disse...

Olá F.,
Estancieiro é uma expressão usada no sul do Brasil, especialmente no Rio Grande do Sul. No resto do país, usamos 'fazendeiro' como vós. E aqui no RS também, acredito, muitas vezes.